Neurociência: Como Aprender Inglês de Modo Rápido, Fácil e Eficaz

Será que existe mesmo um segredo para ser fluente em inglês?

Por que será que apenas  5% das pessoas que começam um curso de inglês online ou presencial conseguem atingir o objetivo da fluência?  A resposta é porque somente 5% tem o desenvolvem o mindset de pagar o preço hoje para colher os frutos amanhã.

Falar Inglês Fluente de Forma Rápida É Possível Quando Se Estuda Pela Metodologia Correta.

O segredo do sucesso não está nas escolhas que você faz mas nas renúncias que está disposto a fazer para conquistar determinado objetivo.

A despeito de metodologias para aprender inglês rápido mais ou menos eficazes, uma coisa é certa, se você começar a estudar inglês com dedicação, foco e persistência, só não vai aprender a falar inglês se não quiser.

A primeira coisa que é importante você fazer, é ter a clareza do porquê aprender inglês, ou seja, pense o quanto ser fluente em inglês é importante pra você? Quais transformações você terá na sua vida quando for capaz de falar inglês fluentemente? Quais ganhos você e as pessoas conectadas à você vão ter com esta conquista? Como você vai se sentir? Quem vai ter orgulho de você?

Aprenda Inglês Online e Seja Fluente Para o Resto da Vida

Pagar o preço e renunciar a um ou a vários prazeres momentâneos só será possível se você tiver esta clareza. Isto é, se os seus sonhos com o inglês estiverem bem definidos desde o começo.

Você só vai ser capaz de  adiar uma gratificação hoje para aprender inglês, se enxergar que os ganhos de amanhã vão superar muito os prazeres de agora.

Saber como o cérebro aprende, como a memória funciona e como devemos repetir a informação pra tornar o aprendizado duradouro no cérebro, faz toda a diferença quando queremos e podemos aprender mais em menos tempo, com maior eficácia. A questão não é só “o quê” aprender mas “como” fazê-lo.

 

 

Assista abaixo o que a professora Marcia Daniela vem fazendo há mais de 25 anos para ajudar milhares de pessoas a falar Inglês Fluentemente através do que ela chamou de método da  “Tríade da Fluência”  composta por Neurociência, Coaching e Lexical Approach:

Se você assistiu ao vídeo acima sobre o que é aprender para o cérebro, você viu que precisamos repetir a informação até que ela vá para o “modo piloto automático da fluência”, mas você não precisa repetir 200 vezes tudo o que está aprendendo.

Existem estudos sobre o tempo espaçado que você precisa respeitar para fixar as informações na sua memória de longo prazo de uma vez por todas.

É disso que se trata este vídeo abaixo, sobre a repetição espaçada. Com certeza você vai se surpreender ao ver que o problema não está na sua memória mas na forma como você vem repetindo as informações que quer aprender para falar Inglês.

Estudos realizados nos últimos 25 anos (fonte*) sugeriram que efeitos a longo prazo do espaçamento foram avaliados no contexto da aprendizagem de uma língua estrangeira, onde  examinou-se a retenção de palavras de vocabulário estrangeiro recentemente aprendidas em uma função de sessões de reaprendizagem e espaçamento entre sessões durante um período de 9 anos. Tanto a quantidade de sessões de reaprendizagem como o número de dias entre cada sessão têm um grande impacto na retenção (o efeito de repetição e o efeito de espaçamento), mas as duas variáveis não interagem entre si.

Para os três rankings de dificuldade das palavras estrangeiras, a recordação foi maior para intervalos de 56 dias em vez de um intervalo de 28 ou 14 dias. Adicionalmente, 13 sessões espaçadas com 56 dias de intervalo produziram uma retenção comparável a 26 sessões com um intervalo de 14 dias.

Esses achados têm implicações para as práticas educacionais. Os currículos escolares e universitários atuais raramente oferecem aos alunos oportunidades de recuperação periódica de conhecimentos adquiridos anteriormente [wikipedia]. Sem repetições espaçadas, os alunos são mais propensos a esquecer o vocabulário de língua estrangeira.

É a consistência das suas ações somadas a uma metodologia mais eficaz e moderna que vão dar a você a fluência no inglês que você tanto deseja.

Veja 7 maneiras intuitivas de ser fluente em inglês de forma harmoniosa e produtiva:

 

 

Aprender inglês não é complicado, ainda  mais hoje com tantos recursos e tecnologias, mas dá trabalho. Assim como tudo nesta vida que vale a pena ser conquistado, porém seja leve e deixa fluir, siga o método e construa sua fluência, sem medo.

Se você quer ter a fluência em inglês que a maioria não tem, precisa fazer o que a maioria não está disposta a fazer.



O que você faz depois que sai da aula de inglês? Você pratica o que viu lá? Escreve as expressões que viu na aula? Faz revisões espaçadas do conteúdo? Busca oportunidades para falar inglês fora de sala de aula?

Estas perguntas servem tanto pra você que frequenta um curso presencial quanto pra você que faz um curso de inglês online.

Só assistir às videoaulas não ensina ninguém a ser fluente em inglês. Você precisa praticar o que está vendo no curso.  Precisa repetir, modelar, escrever, ouvir, falar… Precisa de horas de prática e de repente, um belo dia quando menos esperar, você estará falando inglês fluentemente. Pode acreditar!

Então, veja, não existe fórmula mágica para aprender inglês sozinho ou aprender inglês fácil. O caminho da fluência tem de ser construído, de forma direta, objetiva e eficiente.

O que existe é:

DEDICAÇÃO + METODOLOGIA EFICAZ+ TEMPO = FALAR INGLÊS FLUENTEMENTE

Se você quiser aprender inglês rápido de uma forma prazeirosa, transformadora e com todo o acompanhamento necessário pra você falar Inglês Fluente, clique nesse botão abaixo para conhecer mais sobre o que a Ciência e Metodologia Eficaz em um Curso de Inglês Online podem fazer verdadeiras mudanças radicais no seu aprendizado de idiomas e em tudo o mais que desejar, para seguir rumo a tão sonhada fluência no Inglês.